Sapatos, Sapatos e mais Sapatos…

Oláa! 🙂

Hoje venho apresentar-vos todos os meus sapatos…de ballet 😉 Se querem conhecê-los continuem a ler.

Sapatos

Bem, vou começar pelos sapatos de meia ponta. Já tive sete pares, pelo menos estes foram os que encontrei xD Só tive uns de pano, os últimos, enquanto que todos os outros foram de pele. Com o uso têm tendência a romper e os de pele conseguem durar um bocadinho mais. Estes meus últimos sapatos de meia ponta são de sola quebrada, e pessoalmente gosto mais porque permitem dobrar o pé mais facilmente, além de que fica mais bonito.

a

Agora é a vez dos sapatos de carácter. São uns sapatos pretos com tacão, baixinho 😉 Só tenho um par, porque na minha escola normalmente tinham o meu tamanho e emprestavam-me.

c

De seguida vêm as soft. É como se fossem umas pontas bem partidinhas e esmagadas para utilizar nos exames de graus vocacionais como sapatos de meia ponta. No meu caso utilizei-os nos exames RAD dos graus Intermediate, Advanced Foundation e Advanced 1. Tenho dois pares, sendo que ainda há um terceiro que são mesmo umas pontas que destruí.

Como podem ver no primeiro par acrescentei na sola um pouco de camurça para que escorregassem menos. Na minha opinião aconselho o segundo par da imagem (SO135 – Demi Point), da marca Bloch pois dão muita mais estabilidade e são mais confortáveis.

d

Por último vou apresentar-vos as minhas pontas. As primeiras são da marca Sansha; as segundas não faço a mínima; as terceiras são as TMT da marca Bloch e as últimas duas da marca Gaynor Minden. As TMT permitiam moldar o pé com o secador de cabelo e depois no frigorifico para “solidificarem”. As Gaynor também se podem moldar mas através do secador apenas.

b

Estas últimas têm vindo a perder a qualidade ultimamente, mas são as que eu mais gosto. Elas têm uma variada gama de códigos para escolher o tamanho. Esses códigos são do seguinte formato, por exemplo 8M 3-121-22:

  • 8 refere o comprimento do pé
  • M a largura média
  • 3 o número da box, ou seja, a caixa frontal dos sapatos de ponta
  • 121 a flexibilidade que neste caso é extraflex
  • 2 o comprimento da gáspea
  • 2 a altura do calcanhar

Consoante cada tipo de pé é possível escolher o modelo indicado, o que é óptimo. Para além disso não é preciso parti-las nem nada. Chegam e estão prontas a usar 😉

Qual é a vossa marca favorita? Que sapatos de dança costumam usar? Quero saber tudo 🙂

Anúncios

9 pensamentos sobre “Sapatos, Sapatos e mais Sapatos…

  1. Olá, tudo bem? achava que só a Gaynor permitia esse tipo de moldagem com secador. Como funcionam essas TMT da Bloch, sao boas? Eu só tenho uma, Partner 180, da Capezio, que nao machuca meu pé. Tive uma Grisi (também Capezio), mas nao funcionou comigo :/. ótimo post!

    Liked by 1 person

    • Desde já, muito obrigada pelo teu comentário e ainda bem que gostaste 🙂
      Eu gostei das tmt, mas nada bate as gaynor, quanto ao conforto e durabilidade. Se bem me lembro tens que passar o secador dos lados, em baixo e em cima das pontas. Depois calças e fazes o que diz no papel que vem com elas. Acho que era por o pé em ponta e fazer meia ponta também. Este processo e feito num sapato de cada vez. Depois é só colocar no frigorífico 🙂
      Nao fazes ferida com essas que utilizas? Eu nunca experimentei nenhuma dessas.
      E gaynor já usaste alguma vez?
      🙂

      Gostar

      • Eu passei menos de um ano na ponta, antes de uma lesão e interromper com o ballet, então foram as únicas que tive tempo de testar.

        A gaynor é muito mais cara (era 4 vezes mais cara que a Partner, no Brasil), mas já ouvi maravilhas dela.

        Ouvir sua experiência seria muito interessante sim 🙂

        Liked by 1 person

      • Ah já entendi. Mas estás bem agora? :/
        Sim, é verdade que é bastante cara, mas no fim penso que chega a compensar, apesar de antes a qualidade ser bastante melhor que agora.
        Obrigada, então tenho todo o gosto em fazer 🙂

        Gostar

  2. sim, bem melhor agora :). Eu estava com a sapatilha nova (Partner) há poucas semanas quando caí e fissurei um osso do dedo mindinho do pé. Lá se vão 13 meses.

    Devido a uma série de mudanças na minha vida (país, trabalho, etc.), ainda não voltei, aguardando as despesas estabilizarem :).

    Fico no aguardo do novo post !!:)

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s